Homem preso suspeito de matar mulher encontrada em estrada planejou o crime


Maria de Fátima, de 28 anos, era natual de Quixaba, na PB (Foto: Polícia Militar/Divulgação)

O suspeito de matar a tiros a mulher encontrada na PB-251, em São Mamede, no Sertão da Paraíba, planejou o crime. A informação é da delegada da mulher Daniela Rosa Quirino, que é responsável pela investigação do crime. Severino Souza de Medeiros se entregou à polícia na manhã do último sábado (11) e negou a participação no assassinato da ex-companheira, mas as investigações revelaram que o homem já teria tentado cometer o crime outras vezes.

Conforme a delegada, as investigações da polícia apontaram que o suspeito contratou uma outra pessoa para ajudar a matar Maria de Fátima da Silva Torres, de 28 anos, no dia 9 de maio deste ano.

Daniela explicou que essa segunda pessoa foi contratada pelo suspeito para, no dia do crime, chamar a vítima na porta da casa dela. Segundo testemunhas, o homem já teria chamado pela mulher em frente à residência outras vezes, mas ela não saía do local.

Segundo os depoimentos colhidos pela polícia, no dia do crime, a pessoa contratada por Severino chegou em frente à casa da vítima e chamou por ela. Ao sair na porta da casa, o ex-companheiro de Maria de Fátima atirou três vezes contra ela.

A delegada não entrou em detalhes de como o corpo de Maria de Fátima teria sido levado até a rodovia. Segundo ela, o crime foi todo planejado. Após matar a ex-companheira, Severino fugiu do local e só se entregou à polícia na manhã do sábado (11), ao se apresentar na Delegacia da Mulher de Patos, também no Sertão.

Ainda de acordo com a polícia, no dia do crime um mandado de prisão preventiva foi expedido contra Severino. Ao se apresentar na delegacia, o homem foi preso e encaminhado para a Cadeia Pública de Santa Luzia, onde permanece à disposição da Justiça.

Na manhã desta terça-feira (14), a delegada informou que o outro suspeito de participar da morte da vítima ainda não havia sido localizado.

Fonte: G1 PB

 

Comentar

Seu endereço de email não será publicado.Campos marcados são obrigatórios *

*