‘Me senti na obrigação de defender a honra do STF’, diz Lewandowski

2


(Foto: Reprodução/ Terra)

O ministro Ricardo Lewandowski, do STF, afirma que só reagiu ao advogado que criticava o tribunal no avião em que viajariam de SP para Brasília, na terça 4, porque ele ofendia a corte. “Eu me senti na obrigação de defender a honra do Supremo”, afirmou o magistrado à coluna da Mônica Bergamo, do Jornal Folha de S.Paulo.

“O Supremo é uma vergonha, viu?”, disse o advogado, filmando com o celular. Lewandowski chamou a Polícia Federal.

“Se fosse ofensa ao meu trabalho, eu poderia até relevar, como já relevei em várias outras ocasiões”, afirma.

“Eu aceito a crítica democrática. É um direito do cidadão. Mas a ofensa às instituições é um perigo para o Estado Democrático de Direito”, diz o magistrado.

O Sindicato dos Advogados de SP (SASP) divulgará nesta quinta (6) uma nota de desagravo ao ministro. “Tal comportamento [do advogado que filmou o magistrado] não reflete a opinião da maior parte da advocacia e dos operadores de direito do país”, diz o texto, condenando a “incitação ao ódio”.

Terra

 

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA