Sepultado corpo de mulher supostamente morta pelo companheiro em Juazeiro

18


Velório de Dicema aconteceu na casa de familiares perto da Areninha de Juazeiro (Foto: Reprodução/ Google Maps)
Foi sepultado neste domingo o corpo de Dicema Vieira de Jesus, de 45 anos, que residia no Sítio Carás do Umari em Juazeiro, mas o velório aconteceu na casa de familiares nas imediações da Areninha entre os bairros Timbaúbas e Leandro Bezerra. Por volta das 23 horas de sexta-feira o vaqueiro Manoel Estevam dos Santos, de 39 anos, chegou com a mesma na UPA Limoeiro, afirmando que a companheira tinha sofrido uma queda da motocicleta.

O médico de plantão observou que não tinha manchas de sangue e mais ainda: a mulher já tinha morrido há pelo menos cinco horas recomendando o envio do corpo para ser necropsiado na Perícia Forense de Juazeiro. A polícia foi acionada e uma patrulha do Policiamento Ostensivo geral (POG) esteve na unidade de saúde. Na conversa com os PMs, Manoel reafirmou sobre o acidente. Entretanto, como existia um Mandado de Prisão em aberto ele foi conduzido à Delegacia de Polícia Civil.

O vaqueiro responde Ação Penal de Competência do Júri por conta de um homicídio qualificado protocolada no dia 8 de junho de 2001 na 1ª Vara Criminal da Comarca de Juazeiro. Ele ficou preso e o resultado do exame cadavérico ainda não foi entregue ao Delegado Giovani Aquino, que vai instaurar Inquérito para investigar o caso. Ontem no velório o clima era de revolta quando familiares e amigos erguiam suspeitas de que Dicema tenha sido assassinada por asfixia, pois o casal vivia momentos de conflito.

Se confirmado o homicídio, será o quarto do mês de novembro em Juazeiro e o 85º do ano no município. Em relação ao sexo feminino, será a décima-terceira assassinada este ano na região do Cariri e a quarta em Juazeiro. A última tinha sido Marileide Conceição de Souza, de 29 anos, a “Leidinha” que residia na Rua Pio Norões (João Cabral), a qual foi morta a tiros no dia 21 de outubro naquele bairro por dois homens numa moto.

Por Demontier Tenório
Miséria.com.br

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA