Mulher acusada de matar outra por ciúmes em Juazeiro foi condenada pelo Tribunal do Juri

28


Graça matou Eridiane há seis anos perto do Mercado Zé Teófilo Machado em Juazeiro (Foto: Reprodução)

A jovem Graça Rafaela Marinho Vieira, de 26 anos, residente na Rua José Marrocos, foi condenada a 12 anos de prisão em regime domiciliar e, de acordo com a sentença, vai ter que usar tornozeleira eletrônica. No início da noite do dia 28 de novembro de 2012, no cruzamento das ruas Pio X e Senhora Santana perto do Mercado José Teófilo Machado (Salesianos) em Juazeiro, ela matou a facadas Maria Eridiane Henrique Pereira, de 25 anos, que já tinha sido dona de um bar ali perto.

Na época, Graça foi presa e autuada em flagrante na 20ª Delegacia Regional de Polícia Civil quando assumiu a autoria dos golpes em depoimento prestado ao Delegado Marcos Antonio dos Santos. Existem informações que ela já tinha tentado matar Eridiane noutra oportunidade, mas negou. Apenas foi presa com uma faca no dia 21 de fevereiro daquele ano no Carnaval do Povão em Juazeiro.

Entretanto, disse ao delegado sobre rixas por causa de uma pessoa que tinha namorado Eridiane e estava com ela. A vítima aniversariou e tinha ido deixar um pedaço do bolo para sua ex-sogra quando terminou assassinada. No julgamento, um dos quesitos para avaliação do Conselho de Sentença tratou da ausência de intenção homicida, mas foi descartado entendendo que a acusada assumiu o risco de matar. Como possui um filho menor de 6 anos, o juiz Marcelo Wolney Pereira de Matos decidiu pelo cumprimento da pena em regime domiciliar.

Por Demontier Tenório
Miséria.com.br

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA