Vereador pressiona secretária de educação sobre cartilha que discute gênero em Juazeiro

16

A discussão sobre ensino e reflexão de gênero nas escolas públicas de Juazeiro do Norte volta à tona na sessão da Câmara Municipal desta quinta (11). Inscrito para se pronunciar, o vereador Capitão Vieira (Patriota) falará contra a adoção da cartilha Cultura de Paz na rede de ensino.

O assunto teve repercussão nas últimas semanas após circular nas redes sociais algumas páginas da cartilha onde o tema é abordado. Na fala, que será feita no Grande Expediente, o vereador irá se reportar contra a Secretária de Educação, Maria Loreto.

Para Vieira, a ação de Loureto vai de encontro uma a Lei Municipal 4.853, de 7 de maio de 2018, na qual tem subscrição. A lei “Veda ideologia de Gênero na Rede Municipal de Ensino”.

Cartilha Cultura de Paz

O projeto foi proposto pelos vereadores Demontier Agra (PPL) e Damian de Firmino (PRTB), votado em outubro de 2017 e promulgado pelo Presidente da Câmara, Glêdson Bezerra (PMN), em maio de 2018.

Em nota, a prefeitura de Juazeiro argumenta que a cartilha foi adotada após passar por uma rigorosa avaliação da equipe pedagógica. O texto diz ainda que a discussão sobre diversidade tratada no material “Cultura de Paz” é baseada na Constituição Federal, “onde diz que se deve haver respeito e igualdade para todos”.

O Ministério Pública analisa o caso e dará parecer.

Por Felipe Azevedo/ Agência Miséria
Miséria.com.br

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA