“Sofri censura na Globo e perdi a confiança na imprensa”, diz Juninho Pernambucano

3

Ídolo do Vasco da Gama e também do Lyon, da França, o ex-jogador Juninho Pernambuco concedeu entrevista exclusiva ao ‘El País’ e demonstrou profunda tristeza com a forma como foi tratado enquanto trabalhava como comentarista da Rede Globo, que culminou em seu pedido de demissão da emissora.

“Fui censurado na Globo por denunciar que tinha setorista [jornalista que cobre um mesmo assunto] vendido, que se envolve com sacanagem. É o setorista que pauta o noticiário, porque cobre de perto os jogos e treinamentos. Quando ele se prostitui, fode o ambiente no clube. É preciso combater o que tá errado lá embaixo na cadeia de produção do jornalismo para pautar coisas mais sérias”, disse Juninho em determinado momento da entrevista.

O ex-jogador também se mostrou bastante incomodado com o fato de não ter sido defendido por nenhum jornalista. “Em pleno ano de 2018, sofri censura ao vivo na TV. Nenhum jornalista me defendeu. Pelo contrário, ainda fui humilhado pelo Milton Neves [apresentador da Band], que deu uma tuitada me ridicularizando. Antes, já tinha recebido ameaças de torcedores. Se eu fui censurado e ameaçado, significa que toda a imprensa também foi, meu amigo. E ninguém compreendeu isso, talvez por ignorância ou medo de perder o emprego.”

Juninho Pernambucano também disse ainda que não pretende a trabalhar com futebol, nem mesmo como comentarista: “De jeito nenhum. Perdi a confiança na imprensa”.

Terra

 

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA