“A gente paga caro para trabalhar”, denunciam taxistas do aeroporto de Juazeiro do Norte

15


“A gente paga caro para trabalhar”, denunciam taxistas do aeroporto de Juazeiro do Norte (Foto: Guto Vital/Agência Miséria)

Na tarde da última sexta-feira , 11 a reportagem do site Miséria visitou o posto de táxi do Aeroporto Regional Orlando Bezerra conversando com taxistas sobre a situação de trabalho.

Ao todo, 31 taxistas trabalham no local. Eles pagam de taxas mensais quase 12 mil reais para operar o serviço e ainda tem que concorrer com o serviço da UBER.

Todos os táxis possuem taxímetro, mas nenhum deles opera exclusivamente com o equipamento apesar de terem consciência da lei 12.468/2011, que obriga o uso deste equipamento em municípios a partir de 50 mil habitantes.

Segundo o taxista Gilvan Gomes, também é ofertada a opção do acerto prévio da corrida e essa é a escolha da maior parte dos passageiros. Ele justificou a tabela de preço do serviço de táxi e reivindicou fiscalização para outros setores do Aeroporto.

A concorrência com o UBER tem se configurado o maior problema que os taxistas enfrentam. Os preços módicos do serviço desse aplicativo conquistam o dobro de passageiros.  A cada cinco corridas de taxi o UBER faz 10. De acordo com Élber Bezerra a concorrência é desleal.

Por Ana Lima e João Boaventura Neto
Miséria.com.br

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA