Fim de semana no Cariri com dois homicídios, duas mortes no trânsito e um afogamento

16


Fim de semana no Cariri com dois homicídios, duas mortes no trânsito e um afogamento (Foto: Reprodução/ Redes Sociais)

Subiu de um para seis o número de mortes violentas na comparação entre os dois últimos finais de semanas na região do Cariri. Neste, tivemos dois homicídios, duas mortes em consequência de acidentes de trânsito uma vítima de queda e outra de afogamento. Dois corpos eram de Campos Sales e os demais de Antonina do Norte, Juazeiro, Milagres e  Barro com quatro mortes no sábado e outras duas neste domingo.

Às duas horas da madrugada de sábado, perto da Bodega do Zé, onde acontecia uma seresta no centro de Campos Sales, foram mortos a tiros o crediarista Antonio Igor de Lima Alves, de 23, o Salsicha”, e o menor Francisco Wellington Torres, de 17 anos, o “Neguinho”. O primeiro residia na Rua José Pinto da Silva (Bairro Aparecida) e o menor na Rua Vicente Alexandrino (Alto Alegre) naquela cidade. Salsicha respondia por lesão corporal e os dois eram suspeitos de envolvimento com o tráfico de drogas.

Por volta das 16 horas morreu o aposentado Cícero Ferreira Lima, de 72 anos de idade. Ele tinha sofrido uma queda em sua residência na Rua Boa Vista, no centro de Juazeiro, e terminou socorrido ao Hospital Regional do Cariri com suspeita de traumatismo craniano quando passou um tempo internado. Semanas após receber alta voltou a passar mal e faleceu em casa.

Uma hora depois, no Bar do Félix no Distrito do Tabuleiro em Antonina do Norte, o agricultor Antonilton Gonçalves de Alencar, de 48, e o aposentado Juvêncio Rufino de Oliveira, de 66 anos, bebiam quando passaram a discutir. Juvêncio foi em sua casa no Sítio Pereira retornando momentos depois e desfechou três golpes de faca em Antonilton, residente no Sitio Barro, que escapou no hospital. Na fuga, Juvêncio caiu com o seu Fiat Uno de cor vermelha no açude do Sitio Açude Grande e morreu.

Já às 11 horas de domingo, sob a ponte do Rio dos Porcos na BR-116 em Milagres, foi encontrado no manancial o corpo do agricultor Julio Barros de Souza, de 34 anos, vítima de afogamento. Ele residia no Conjunto Viver Bem naquele município e respondia procedimentos por crimes de furto e violência domestica. Segundo testemunhas, a vitima estava com outras pessoas tomando banho e ingerindo bebidas alcoólicas quando morreu afogado.

Cerca de cinco horas depois morreu no Hospital Regional do Cariri Joana Fernandes da Silva, de 52 anos, que residia no Sítio Novos em Barro. Ela estava internada desde o dia 15 de maio quando se envolveu num acidente na estrada de acesso ao Distrito de Serrota naquele município. O seu companheiro Vitor Antonio de Souza, de 56 anos, pilotava uma moto quando colidiu num ônibus escolar. Ele morreu no Hospital de Barro pouco tempo depois e ela, que viajava na garupa, faleceu ontem em Juazeiro.

Por Demontier Tenório
Miséria.com.br

SEM COMENTÁRIO