Precariedade, bêbados e baratas no Mercado Walter Peixoto, em Crato

29

Permissionário discutem principais problemas do mercado (Foto: Agência Miséria)
O Mercado Municipal Walter Peixoto, em Crato, volta a apresentar sinais de precariedade. Estrutura antiquada e a falta de manutenção deixaram à mostra o piso rachado e revestimentos nas paredes quebrados. O forte odor e a constante presença de moscas e baratas revelam descuidos no equipamento que abriga 400 permissionários e tem circulação semanal de 10 mil pessoas.

Cachorros abandonados circulam pelos corredores e dividem espaços com pessoas que constantemente dormem no chão das galerias do mercador popular.

Depoimento
A permissionária L.S, que não quis se identificar, fala sobre os principais problemas: sujeira, calor, presença de animais e bêbados. Este último sendo, em sua opinião, o maior problema. “Eles caçam confusão, sujam tudo, atrapalham nossa vida”, ela desabafa. A presença da Guarda Municipal no equipamento não inibe o comportamento desregulado e muitas vezes ofensivo destes homens alcoolizados.

A última vez que o Mercado Walter Peixoto passou por reforma foi na gestão de Samuel Araripe. A última atualização relevante em iluminação foi em 2013. “Faz 10 anos que prometem uma nova reforma e nada acontece”, reclama o vendedor Francisco Martins, o “pracinha”, que vende tomates e cebolas no Mercado há 40 anos.

Pior, os próprios permissionários não colaboram, Francisco revela. “Muitos jogam os restos de comida no chão mesmo e assim não tem barata que resista”, atesta.

Resposta
“Precisamos da colaboração e educação de todos os vendedores para manter o local higienizado”, diz o coordenador geral do Mercado, Juliano Antero. Para ele, este é o grande desafio. Alega a frequente existência de furtos de lâmpadas, quebra-quebra no banheiro e descaso com a limpeza compartilhada do local.

Segundo explica Antero, a Prefeitura Municipal realiza, através dos órgãos responsáveis, operações de coibição de venda de produtos sem registro, dedetização e higienização regular do equipamento. Um possível projeto de reforma do Mercado, promessa de campanha de Ailton Brasil, está em análise e desenvolvimento.

Veja mais fotos:

Precariedade, bêbados e baratas no Mercado Walter Peixoto, em Crato

Por Felipe Azevedo/ Agência Miséria
Miséria.com.br

SEM COMENTÁRIO