Exclusivo! Jovem encontrado despido em Assaré foi morto a tiros e morou em Juazeiro

14

O cadáver do jovem David Angelo Alves de Sousa, de 23 anos, que era apelidado por “Pititiu”, foi encontrado completamente despido no final da manhã desta sexta-feira em meio a um denso matagal no Sítio Pilar na zona rural de Assaré. Ele nasceu em Juazeiro e residiu na Rua Alencar Peixoto (Bairro do Socorro), mas, ultimamente, estava morando na Rua José Daniel, 183 (Bairro José Dodô) em Assaré.

O mesmo era usuário de drogas, suspeito de envolvimento com o tráfico de substâncias entorpecentes e da prática de furtos. Logo que populares encontraram o cadáver acionaram a polícia e militares do Destacamento de Assaré estiveram no local isolando a área. O corpo apresentava marcas de perfurações à bala com suspeitas de “desova” e foi trazido para ser necropsiado na Perícia Forense de Juazeiro.

Este foi o primeiro homicídio do mês de junho em Assaré e o segundo de 2018 no município ou 66,6% em relação aos três assassinatos registrados no decorrer do ano passado. O outro deste ano aconteceu no dia 21 de fevereiro com a morte da universitária Juliana Alves de Oliveira, de 19 anos, na UTI da Unidade de Queimados do IJF de Fortaleza.

Ela morava na Rua Chiquinho Pereira, 622 (Bairro Coruja) em Assaré, onde o seu pai a umedeceu com gasolina e ateou fogo no dia 9 de fevereiro, procedendo da mesma forma em relação à si próprio, contra sua esposa Laura Alves de Oliveira, de 50 anos, e um filho de 12 anos. O agricultor João Batista de Oliveira, de 50 anos, também faleceu no IJF, mas representando um suicídio.

 

Por Demontier Tenório
Miséria.com.br

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA