“Caipira” de posto de gasolina vira meme com greve, mas não dá entrevistas

49


O ator Antonio Duarte “Batata”, garoto propaganda dos postos Ipiranga (Foto: Reprodução)

“Onde tem gasolina?” Essa pergunta nem o “caipira” do posto Ipiranga consegue responder. O garoto-propaganda da empresa de combustíveis virou meme após a paralisação dos caminhoneiros, que “secou” quase todos os postos pelo Brasil e entra no nono dia nesta terça-feira (29).

Entre as brincadeiras nas redes sociais, o homem fica calado por não poder apontar que no posto Ipiranga tem gasolina. Houve quem “informou sobre sua demissão” por falta de combustível no Brasil.

A empresa de combustíveis não entrou na brincadeira e blindou o caipira, interpretado pelo ator Antonio Duarte de Almeida Junior, de 53 anos. A assessoria de comunicação da rede explicou ao UOL que ele não está concedendo entrevistas neste momento, mas poderá liberá-lo quando a greve dos caminhoneiros terminar.

O UOL procurou o ator, mas não obteve resposta. A reportagem apurou que o contrato é rígido e o proíbe de se manifestar, dar opiniões ou entrevistas, principalmente sobre temas espinhosos.

“Onde tem gasolina?” Essa pergunta nem o “caipira” do posto Ipiranga consegue responder. O garoto-propaganda da empresa de combustíveis virou meme após a paralisação dos caminhoneiros, que “secou” quase todos os postos pelo Brasil e entra no nono dia nesta terça-feira (29).

Entre as brincadeiras nas redes sociais, o homem fica calado por não poder apontar que no posto Ipiranga tem gasolina. Houve quem “informou sobre sua demissão” por falta de combustível no Brasil.

A empresa de combustíveis não entrou na brincadeira e blindou o caipira, interpretado pelo ator Antonio Duarte de Almeida Junior, de 53 anos. A assessoria de comunicação da rede explicou ao UOL que ele não está concedendo entrevistas neste momento, mas poderá liberá-lo quando a greve dos caminhoneiros terminar.

O UOL procurou o ator, mas não obteve resposta. A reportagem apurou que o contrato é rígido e o proíbe de se manifestar, dar opiniões ou entrevistas, principalmente sobre temas espinhosos.

 

Uol

 

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA