Guimarães perde espaço no Cariri e compromete projeto de reeleição

8


Guimarães perde espaço no Cariri e compromete projeto de reeleição (Foto: Reprodução/Roberto Crispim )

Juazeiro do Norte. O deputado federal José Guimarães (PT) parece estar encontrando dificuldades para manter sua base política no Cariri, com vistas às eleições de outubro deste ano. O parlamentar, que já chegou a ser visto como hegemônico na região, contabiliza a desistência de aliados em disputar vagas à Assembleia Legislativa do Ceará (AL), em municípios tidos pelo próprio Guimarães como estratégicos no projeto de reeleição do petista. A participação de aliados na disputa por vagas à AL resultaria em favorecimento ao deputado federal através das chamadas “dobradinhas eleitorais”.

Pessoas próximas a Guimarães afirmam que dentre as situações que denotam prejuízos ao projeto do petista, o anúncio da desistência do ex-prefeito de Mauriti, Isaac Júnior (PT), em pleitear mandato no Legislativo cearense,  criou uma espécie de efeito dominó às intenções de Guimarães na região. Além de Mauriti, também há perdas confirmadas nos municípios de Jardim, Assaré, Milagres, Umari e Tarrafas.

Em Crato, onde o prefeito do município, José Aílton Brasil (PP), deverá apoiar o projeto de reeleição do deputado André Figueiredo (PDT), Guimarães lançou apoio à indicação do correligionário Pedro Lobo, que exerce mandato na Câmara de Vereadores do Município, como tentativa de manter alguma base eleitoral na cidade. O resultado, no entanto, parece não ter agrado até o momento. Na semana passada, durante coletiva à Imprensa da região, Guimarães chegou a afirmar que a participação de Lobo nas eleições deste ano precisaria ser melhor avaliada e que, mal projetada, criaria problemas à outras candidaturas do partido que também poderão ser votadas no município. O argumento usado pelo petista foi visto por lideranças políticas de Crato como um recado claro de que o projeto traçado com a figura de Pedro Lobo não estaria caminhando a contento.

No município de Barbalha, a boa gestão do prefeito Argemiro Sampaio (PSDB) pode se transformar no principal problema para o petista. Embora ali ele receba apoio irrestrito do grupo político liderado pelo ex-secretário da Casa Civil do Estado, Fernando Santana (PT), o desastre administrativo vivenciado na gestão do ex-prefeito  Zé Leite – do mesmo partido de Guimarães,  gerou uma nódoa considerável à imagem do Partido e do próprio parlamentar federal. “O Guimarães sempre foi apoiador do Zé Leite. Se algum dia isso mudou foi no final da gestão e eu tenho lá minhas dúvidas. O Fernando Santana, que disputou pelo PT  a Prefeitura em 2016, pagou um preço alto por conta do desgoverno Zé Leite, aqui em Barbalha. Se o povo entender que existe alguma aproximação ainda entre eles dois [Guimarães e Zé Leite], pode ser que ele perca votos no município”, observou uma fonte ligada a Guimarães no município, que pediu para não ser identificada.

Já em Juazeiro do Norte, a pouca presença do petista, a ausência de emendas destinadas ao município nos últimos dois anos, além da participação de Pedro Augusto Geromel (PTB), filho do prefeito do município, José Arnon (PTB), como pré-candidato à deputado federal, constituem fatores que podem estabelecer a diminuição acentuada de sufrágios em desfavor da reeleição de Guimarães.

“Há também uma questão que precisa ser observada pelos próprios aliados dele. O Guimarães de hoje não é o mesmo de três anos atrás, quando o cargo de líder do governo lhe ofertava prestígio dentro do Governo Federal. Ele hoje lidera a minoria. Ou seja, não tem prestígio algum na administração do presidente Temer. Isso faz com que as promessas que ele acaba fazendo para prefeitos aliados, vereadores, ou lideres comunitários, nem sempre resultem em efetividade. Tem muita liderança ligada ao Guimarães magoada com ele por conta das promessas feitas e não cumpridas. Essa situação também gera perca de voto. O sujeito acaba desmotivado à trabalhar a candidatura”, revela um ex-prefeito da região, eleitor de Guimarães, que também pede para permanecer no anonimato.

O Por Dentro do Assunto tentou conversar na manhã desta terça-feira, 15, com o deputado federal José Guimarães a respeito da possibilidade de perda de capital político nos municípios do Cariri. O número celular do parlamentar, no entanto, estava desligado ou fora da área de cobertura.

 

robertocrispim

 

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA