Para 51% dos brasileiros, condenação de Lula foi justa

7

A pesquisa do Instituto MDA divulgada pela Confederação Nacional do Transporte (CNT) nesta segunda-feira (14) mostra que, para 51% dos brasileiros, a condenação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro no caso do tríplex do Guarujá, que levou o petista à prisão, é uma punição justa. Já para 38,6% da população, a condenação de Lula é injusta.

Os pesquisadores também perguntaram à população se elas acreditam que o ex-presidente vai concorrer às eleições presidenciais deste ano, mesmo com a condenação em segunda instância que o enquadra na Lei da Ficha Limpa. Responderam que não 49,9%, enquanto 40,8% entendem que sim e 9,3% não souberam ou não quiseram responder.

Além do caso específico de Lula, outro tema avaliado na pesquisa foi a atuação da Justiça no Brasil. Neste quesito, 1,3% classificou-a como ótima, 7,5% como boa, 33,6% como regular, 18,9% como ruim e 36,8% como péssima. Os que não souberam ou não quiseram responder somam 1,9%.

A pesquisa tabulou também o índice de confiabilidade da Justiça. Para 52,8% dos brasileiros, a Justiça é “pouco confiável”, enquanto 36,5% classificam-na como “nada confiável” e 6,4% entendem que o Judiciário é “muito confiável”. Há ainda os que não souberam ou não quiseram responder (4,3%).

O levantamento do Instituto MDA também coletou opiniões sobre o relacionamento entre o Judiciário e a população. Para 90,3% dos brasileiros, não há um tratamento igualitário entre todos os cidadãos, enquanto apenas 6,1% acham que a Justiça trata todos de igual maneira. O percentual de pessoas que não souberam ou não responderam é de 3,6%.

A pesquisa feita pelo MDA por encomenda da CNT ouviu 2.002 pessoas em 137 municípios de 25 estados, entre os dias 9 e 12 de maio. A margem de erro é de 2,2 pontos percentuais para mais ou para menos e o nível de confiança é de 95%.

 

Veja

 

 

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA