Camilo cobra rigor em investigação de fuga em presídio recém-inaugurado

4

“Uma fuga de 35 presos, em um prédio novo, é algo que precisa se questionar e averiguar”, disse o governador (Foto:Reprodução)

O governador Camilo Santana (PT) cobrou rigor na investigação pela Secretaria da Justiça e Cidadania (Sejus) sobre a fuga de detentos em presídio inaugurado há cinco meses. Na madrugada de sexta-feira, 13, ao menos 35 detentos escaparam da Unidade Prisional Professor José Sobreira de Amorim, após serrarem as grades das celas.

O prédio, localizado em Itaitinga, na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF), foi inaugurado pelo próprio governador, há mesmo de cinco meses, em 16 de novembro.

“Determinei rigor para saber a justificativa dessa fuga. Uma fuga de 35 presos, em um prédio novo, é algo que precisa se questionar e averiguar. Portanto, solicitei rigor nas investigações para saber os motivos dessa fuga que aconteceu”.

Agentes penitenciários perceberam a fuga na manhã desta sexta-feira, 13. No local, foram encontradas serras usadas para destruir as grades.

Inauguração

As declarações foram feitas em entrevista, na manhã deste sábado, 14, antes da inauguração da Unidade Integrada de Segurança 6 (Uniseg-6), em Messejana, que atenderá cinco bairros com ações de policiamento ostensivo e comunitário. O efetivo policial local passou de 110 PMs para 226, e as viaturas, que antes eram seis, agora são 20, sendo 11 carros e nove motocicletas, além de uma base móvel.

O atendimento será feito no 6º Distrito Policial, que passou por reforma, além do 16º Batalhão da PM e no Quartel do Corpo de Bombeiros. “Reduzimos a área de atuação, que antes compreendia sete bairros. Agora são cinco, todos no entorno de Messejana. Além disso, mais que dobramos o efetivo e colocamos a unidade móvel, uma van que normalmente fica nas praças e locais que a comunidade pede, fazendo até mesmo B.Os”, detalhou o titular da Secretaria da Segurança, André Costa.

Fonte: O Povo

 

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA